Jason Rothenberg fala sobre a devastadora midseason finale da 2ª Temporada

15

O último episódio de The 100 em 2014 não deixou os fãs nada felizes. Digamos que foi bem triste e devastador. Durante a segunda temporada vimos um Finn psicótico, capaz de tudo para salvar a sua amada Clarke (até mesmo matar vários grounders inocentes). Porém na midseason finale, intitulada “Spacewalker” por motivos óbvios, podemos conhecer um outro lado do personagem.

Primeiro a série nos mostra um Finn bondoso, apaixonado e quebrando regras para dar o melhor presente de aniversário a sua namorada (Raven), além de levar toda a culpa pelo ocorrido. E depois um jovem capaz de se sacrificar pelo bem de todo o seu grupo.

O produtor executivo da série Jason Rothenberg, em entrevista ao site ETonline, falou sobre o episódio e revelou o quanto isso poderá afetar Clarke no resto da temporada.

“Nós estávamos tentando descobrir a maneira mais emocionalmente impactante de fazer isso” – o produtor executivo de The 100, Jason Rothenberg, disse ao ETonline. “Parte da razão que isso é tão impactante e trabalhado tão bem, era porque acontecendo no mesmo episódio onde nós fazemos flashbacks que contam o quanto bom garoto (Finn) ele é.”

ETonline: O episódio foi brutal, ainda mais Clarke sendo a escolhida para matar Finn. Por que essa foi a hora certa para morte de Finn?

Jason Rothenberg: Ele está morto. Tristemente, nesse show quando eles morrem, eles estão mortos. Você vem a uma temporada e sabe certas coisas, e eu sabia que nessa temporada eu gostaria de expolorar um lugar obscuro do Finn, O massacre era uma coisa que eu sabia que iria acontecer nessa temporada, que ele teria que morrer. Thomas (Finn) e eu sentamos e conversamos sobre isso em Nova York antes de começarmos a filmar a temporada, e eu sabia que seria Clarke que faria isso.

ETonline: Quanta culpa Clarke tem? Isso é algo que ficará com ela para sempre.

Rothenberg: Sim. Em qual ponto você foi muito longe? Você pode lavar as suas mãos quando você fez essas coisas pelos motivos certos? Nesse caso, ela estava obviamente tentando salva-lo de uma morte horrível. Ela também estava tentando salvar o povo dela de ser dizimado pelos Grounders, e agora ela está carregando isso. E isso não irá embora. Isso irá mudá-la e irá assombrá-la para sempre. Ela nunca será a mesma. Clarke não irá se recuperar e ser capaz de fingir que isso não aconteceu, e o show não irá permitir. Realmente não informará tudo o que ela faz para seguir em frente.

ETonline: Este também foi um grande episódio para Raven, e aprendemos a verdade sobre o que fez o Spacewalker vir pra terra e Raven ficar na arca. Como Raven lidará com isso?

Rothenberg: Antes de mais, é um grande riff entre Raven e Clarke, de modo que ficará conosco por um tempo. Foi revelado a verdade sobre o que aconteceu com a infame caminhada espacial que todos pensavam que ele fosse o culpado no inicio do show, mas na verdade não era Finn. Ele estava fazendo algo muito heróico. Ele essencialmente foi para a prisão para que a mulher que amava não ser morta. Eles são a sua família e eles se tornaram mais familiar. Isso é algo que, para a Raven de qualquer maneira, é devastador. Vamos ver [a morte de Finn] afetando-a por um longo tempo daqui para frente. Vai ser um grande processo para ela aceitar que o que Clarke fez foi a coisa certa a fazer. Se ela tivesse feito o que Raven queria fazer,  não teria terminado bem. Se Clarke tivesse usado a faca para matar a comandante Lexa, os Grounders teriam atacado e todo mundo teria sido morto. Mas ela não vai ver dessa forma por um tempo.

ETonline: Nós vimos Wells reaparecer em alucinações durante essa temporada. Quais são as chances de Finn voltar, talvez em flashbacks?

Jason Rothenberg: Nós fazemos flashbacks nesse show e isso é uma ferramente em nossa caixa que podemos usar. Não nenhum plano neste momento de fazer flashbacks. Thomas (Finn) está seguindo em frente e terá uma carreira realmente incrível e nós iremos sentir muita falta dele, mas nunca se sabe. O Wells retornar não estava nos planos no ano passado e então eu vim com o enredo para Jaha, e Eli (Goree) foi gentil o suficiente de voltar e nos ajudar neste episódio. Coisas deste tipo podem aparecer, mas morte é morte, infelizmente.